DÚVIDAS EM COMO INTERPRETAR RÓTULOS PARA FAZER BOAS ESCOLHAS/COMPRAS?! NÓS AJUDAMOS!


- Os ingredientes dos produtos estão por ordem de quantidade, o primeiro está em maior quantidade no produto e assim por diante. Por isso, sempre que a palavra açúcar ou gordura esteja nos 3-4 primeiros ingredientes, não é bom sinal! O melhor é nem constarem na lista! Isto é, do ingrediente em maior quantidade para o ingrediente em menor quantidade. Os primeiros ingredientes definem o produto (o que é maioritariamente feito).



- Quanto mais ingredientes têm, mais processado é o produto. Regra geral um alimento que tenha uma longa lista de ingredientes é quase de certeza um produto ultraprocessado.

Quanto mais curta é a lista de ingredientes melhor deverá ser o produto (mas claro confirme sempre o conteúdo da lista, isto não é uma regra). Alimentos minimamente processados e com apenas o ingrediente real (o alimento in natura ou refrigerado, ou congelado, ou seco, ou moído ou fermentado), esta deveria ser a base da nossa alimentação. Se o alimento vier numa embalagem a sua lista de ingredientes deve conter 1 ou 2 ingredientes no máximo.




- Os alimentos que queremos consumir e alimentar o nosso corpo devem ter nomes conhecidos e que usamos habitualmente na cozinha, ingredientes com nomes, letras e números estranhos ou que sejam difíceis de pronunciar regra geral são aditivos e fazem parte dos alimentos ultraprocessados.




- Devemos preferir alimentos que tenham o alimento real em vez de; à base de, extracto de, isolados de, modificado ou alterados.





Em resumo:

1. A lista de ingredientes deve ser SEMPRE verificada


2.  A quantidade de ingredientes usada encontra-se de forma decrescente na lista (da maior quantidade para menor quantidade)


3.  A lista de ingredientes deverá ser curta (depende do tipo de alimento), com ingredientes conhecidos e deverá ter uma grande percentagem do alimento real


4.  Os primeiros ingredientes deverão ser os do tipo de alimento que estamos a comprar


5. Evitar (sempre que possível) alimentos com aditivos alimentares (com especial atenção aos corantes, conservantes, intensificadores de sabor e adoçantes artificiais).


6. Mesmo que na embalagem venha descrito (sem açúcar, sem gordura, integral, sem glúten, sem isto ou sem aquilo) devemos sempre verificar na Lista de ingredientes


7. Cuidado com a publicidade - de nada serve o produto ser composto por flocos integrais ou farinhas integrais se os restantes dos seus ingredientes forem açúcar, gorduras hidrogenadas e aditivos alimentares. Mesmo que na embalagem venha descrito (sem açúcar, sem gordura, integral, sem glúten, sem isto ou sem aquilo) devemos sempre verificar na Lista de ingredientes


Joana Santos Nutricionista Venha conhecer-nos e sinta a diferença GVN | OHC | IHC OMG www.omeuginásio.com



161 visualizações