Dicas para fortalecer o Core


O Core tem um papel fundamental no desempenho atlético de qualquer atleta.

É a parte central do corpo e é composta pelos músculos abdominais, parte inferior das costas, nádegas, quadris e assoalho pélvico.

É responsável pela estabilidade do seu corpo, tem uma função estabilizadora. Além disso, o Core é o centro de onde vem a maior parte da força que você coloca em cada etapa, cada passo, cada salto. Portanto, o fortalecimento permitirá que você aumente sua força, seja mais rápido e faça mais. Trabalhar nesta área do corpo também ajudará você a melhorar sua postura, evitando possíveis lesões.


Tome nota de algumas dicas


1. Exercícios isométricos


Este tipo de exercícios, consistindo em manter a área que queremos trabalhar em tensão enquanto o resto do corpo permanece imóvel, facilita a melhoria da estabilidade e o fortalecimento da zona em tensão. Um bom exemplo de exercícios isométricos para trabalhar o Core são as pranchas.


2. Aulas de Yoga


Existem muitas posturas de Yoga que contribuem para fortalecer o seu Core e melhorar o seu equilíbrio, como o Navasana (pose de barco) ou o Vasisthasana (pose de prato lateral).


3. Body-Pump


Você fortalecerá seu Core (e o restante das áreas do seu corpo). O Body-Pump é uma aula para o fortalecimento dos músculos de todo o corpo. Várias áreas do corpo são trabalhadas em diferentes exercícios de várias repetições. Por exemplo, no que diz respeito ao Core, durante esta aula você fará flexões, abdominais ou barras.


4. ABS, em qualquer das suas versões


Nos Clubes OMG você pode encontrar várias atividades focadas nos abdominais.

Além de serem aulas curtas, são muito eficazes. Estas aulas focam o fortalecimento da área abdominal e também da musculatura que concentra o núcleo em geral. Os professores verificam se todos os alunos adotam a posição correta e trabalham para que todos obtenham resultados.


5. Treinamento TRX


Com as aulas TRX todo o corpo é exercitado, principalmente o Core, pois ao trabalhar em suspensão constante deve ser sempre ativado para proporcionar estabilidade.



Estas são apenas algumas dicas que pode adotar desde já no seu treino, não obstante deverá sempre se dirigir principalmente pelo plano de treino prescrito na sua avaliação física, e em qualquer situação de dúvida, consulte um dos seus professores.

Bons treinos!

423 visualizações